Propostas para política nacional de Vigilância em Saúde passam por Itaúna

Município apresenta novas ideias para o aperfeiçoamento dos serviços prestados em Conferência Estadual, após amplo debate promovido pela Prefeitura

Os esforços da Prefeitura de Itaúna e do Conselho Municipal de Saúde para a consolidação de políticas públicas cada vez mais abrangentes, passam pela proposição de novas ideias para a gestão participativa do setor. Prova disso são as conferências realizadas para avaliar a situação de saúde e propor diretrizes no sentido de formular propostas a serem implementadas pelo Poder Público, como instrumento para a elaboração dos planos e na definição de ações que sejam prioritárias nos âmbitos municipais, estaduais e nacional.

O incentivo à participação dos usuários da rede pública de saúde e de profissionais dessa área nas conferências promove a ampliação do debate e a democratização das propostas que serão adotadas. Mais do que isso. “Permite que a sociedade se articule para garantir os interesses e as necessidades da população na área da Saúde. Além de assegurar as diversas formas de pensar o sistema, junto à sociedade, para fortalecê-lo”, explicou Leandro Rodrigo Pereira de Matos, chefe de setor da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde.

Leandro foi, ao lado do presidente do Conselho Municipal de Saúde, Antônio Mariano de Souza, o Mussum, um dos representantes de Itaúna na 1ª Conferência de Vigilância em Saúde do Estado de Minas Gerais, realizada em Belo Horizonte, entre os dias 29 e 30 de setembro. O Município levou também duas usuárias do serviço de Saúde como delegadas para o encontro e inscreveu uma das quatro propostas da região Oeste para melhorias no sistema. Ao todo, 153 sugestões foram apresentadas por representantes de todos os territórios do Estado e, as três mais votadas de cada um dos quatro eixos serão priorizadas e encaminhadas para a 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde.

O encontro que será realizado em Brasília, entre os dias 28 e 30 de novembro e 1º de dezembro, terá a participação de dois itaunenses. Representando o servidor e trabalhador em Saúde, Leandro Rodrigo Pereira de Matos e, defendendo os interesses dos usuários do Sistema Único de Saúde – SUS, Janes Mendes Antunes de Souza. “Estamos chegando ao final de uma importante etapa e com grandes debates para uma política eficaz de Vigilância em Saúde. Estudamos e aprendemos muito ao longo dos últimos meses e agora chegou a hora de eleger as prioridades entre as nossas propostas para o Município, o Estado e também para o âmbito nacional”, completou Leandro.

Para a Conferência Nacional é obrigatório a participação de 96 delegados, das cinco regiões do país, conforme a Resolução n.º 538/2016, do Conselho Nacional de Saúde.

Conferência Municipal

As propostas apresentadas por Itaúna em âmbito estadual foram aprovadas durante a 1ª Conferência Municipal de Vigilância em Saúde, realizada em 08 de julho. A assembleia, organizada e coordenada pelo Conselho Municipal de Saúde contou com o apoio da Prefeitura e abordou as propostas para a construção de políticas públicas e fortalecimento do setor. O encontro teve como o tema central “Vigilância em Saúde: Direitos, Conquistas e Defesa de um SUS Público de Qualidade” e chamou a atenção para importância dos serviços relacionados às práticas voltadas à prevenção de doenças. Os debates englobaram a importância do trabalho desenvolvido hoje, as prioridades a serem atendidas, projetos e o planejamento para os departamentos de Epidemiologia e Controle de Zoonoses.

FONTE: PREFEITURA DE ITAÚNA

Facebook Comments