Itaúna mantém saldo positivo na geração de emprego, em setembro

Ao longo do ano foram 700 novos postos de trabalho formal criados no Município

O mês de setembro fechou com saldo positivo na geração de empregos em Itaúna. O Município seguiu a tendência favorável de contratações e encerrou o último período avaliado com 57 novos postos ocupados. Em 2017, de janeiro a setembro, foram registrados 717 novos empregos formais, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged, do Ministério do Trabalho e Emprego.

Os setores de Comércio (+29), Serviços (+26), Indústria de Transformação (+13), Agropecuária (+5) e Extrativa Mineral (+1) geraram 74 empregos. O resultado só não foi melhor diante da desaceleração do setor de Construção Civil, que registou redução de 17 postos de trabalhos, número que pode estar relacionado à conclusão de obras, e fez diminuir o índice de admissões.

Em Itaúna, a agência do Sistema Nacional de Emprego – SINE, é responsável por auxiliar trabalhador e empregador no encaminhamento para o preenchimento de vagas. Em nove meses, o serviço direcionou 1.516 trabalhadores para entrevistas de seleção. Deste total, 117 candidatos foram contratados. Ao longo do ano, o SINE também realizou 14.318 atendimentos nos setores de Emissão de Carteira de Trabalho, Intermediação de Mão de Obra e auxílio ao benefício do Seguro Desemprego.

O diretor da unidade em Itaúna, Isaac Herculano, ressalta a importância do serviço. “Mantido com apoio da Prefeitura, o SINE é um suporte para o trabalhador. Na agência é possível requerer direitos e conseguir o encaminhamento profissional, com a vantagem de todos os atendimentos serem acompanhados por profissionais”, explicou.

Retrospecto positivo

De sete municípios da microrregião de Divinópolis analisados, Itaúna é a cidade que mais criou oportunidades de emprego em agosto. Conforme dados do Ministério do Trabalho e Emprego, 189 vagas formais foram preenchidas no mês. O resultado é melhor que o apurado em julho. Na comparação entre os dois períodos, o crescimento foi de 286%, índice que indica a recuperação da atividade econômica.

A Indústria de Transformação, setor de beneficiamento de matéria-prima para obtenção de novos produtos, liderou o cenário com a oferta de 90 vagas de trabalho. A Construção Civil teve alta de 85 postos, seguida por Serviços, que gerou 13 oportunidades. O movimento de aquecimento do mercado tem reflexo também no Sistema Nacional de Emprego – SINE. Na agência de Itaúna, o número de trabalhadores colocados no mercado encaminhados pelo serviço aumentou de nove, em julho, para 24, em agosto.

FONTE: PREFEITURA DE ITAÚNA

Facebook Comments