Montes Claros registra novo tremor de terra

Segundo relatos de moradores, a terra tremeu por volta das 6h. Informações preliminares de observatório dão conta de que o tremor atingiu 2,1 na Escala Richter

Moradores de Montes Claros, no Norte de Minas, acordaram assustados nesta quarta-feira, véspera do feriado da Independência. Às 6h09, mais um tremor de terra foi registrado no município.

Conforme análise preliminar do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (Obsis/UnB), o tremor de Montes Claros deve intensidade de 2,1 na Escala Richter. O fenômeno também foi detectado por outras estações. O último tremor na cidade havia sido registrado na noite de 4 de maio, de 2 pontos. Até então, o último abalo percebido pela população havia sido em abril deste ano.

“Foi um terremoto de magnitutde pequena que atingiu o Parque Estadual da Lapa Grande, mas que pôde ser sentido em muitos bairros da cidade, principalmente pelo alto barulho. É um evento que já tivemos ocorrência anteriormente na cidade e que pode ter sido causado por alguma acomodação de estrutura geográfica, que  ainda estamos analisando”, destacou Geoger Samd, professor do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (Obsis/UnB).

O Corpo de Bombeiros de Montes Claros recebeu 16 chamadas após o tremor, registrado às 6h09. Uma delas foi de um morador do Bairro Sumaré, que relatou ter rachaduras na parede de casa. A informação é de que antes havia uma única rachadura pequena mas, com o tremor de hoje, a situação piorou. O Corpo de Bombeiros recomendou que a família fique atenta aos danos. Não há registro de feridos na cidade.

Haroldo Soares, agente da Defesa Civil de Montes Claros, informou o tremor foi percebido com mais intensidade em alguns bairros do que em outros. O órgão já está acompanhando a situação e buscando mais detalhes do ocorrido.

Segundo os moradores, o tremor durou em torno de cinco segundos e foi forte, percebido em bairros distantes uns dos outros, como o Centro, Independência, Todos os Santos, Sumaré, Santos Reis e Edgar Pereira. Neste último, uma moradora comentou: “Fiquei tão assustada que pulei da cama”. 

FONTE: ESTADO DE MINAS
Facebook Comments