Caminhoneiros protestam pelo terceiro dia consecutivo em MG

Na BR-381, em Igarapé, os motoristas enfrentam pelo cerca de 10 km de congestionamento em ambos os sentidos

Contra a alta dos impostos sobre os combustíveis imposto pelo governo federal, os caminhoneiros protestam pelo terceiro dia seguido nas estradas que cortam Minas Gerais. Na manhã desta quinta-feira (3), duas rodovias registravam manifestações em três pontos diferentes.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Congonhas, na região Central de Minas, na altura do km 607 da BR-040, o protesto acontece desde a madrugada de quarta-feira (2). Já são mais de 28 horas de manifestação neste ponto da rodovia.

Além disso, a BR-381 também está parcialmente interditada na altura de Igarapé, na região metropolitana de Belo Horizonte. Segundo a autopista Fernão Dias, que administra a rodovia, os motoristas enfrentam 12 km de lentidão no sentido São Paulo e 8 km no sentido BH.

Por volta das 9h, segundo a concessionária Via 040, teve início um protesto com interdição total de pistas no km 626 da BR-040, na altura de Conselheiro Lafaiete, também na região Central do Estado. Conforme a empresa, o fluxo foi completamente parado nos dois sentidos.

Na quarta, O TEMPO conversou com um dos líderes do protesto realizado em Sete Lagoas, Jobson Cequeira Santos, 36, caminhoneiro há mais de 15 anos. Ele argumentou que o aumento de R$ 0,46 por litro de diesel é abusivo. “Não vamos desistir. É um absurdo cobrar esse valor. Temos família, precisamos trabalhar. Os governantes precisam olhar por nós. Por isso, vamos continuar parando as rodovias”, disse.

CONFIRA OS PONTOS FECHADOS E LIBERADOS PELOS CAMINHONEIROS:

Fechado para veículos de carga

– BR-040 Km 607, Congonhas

– BR-040 km 626, Conselheiro Lafaiete

– BR-381 Km 513, Igarapé

Liberado

– BR-262, Km 368, Juatuba (aconteceu até 5h)

– BR-381 Km 375, São Gonçalo do Rio Abaixo

– BR-040 Km 720, Barbacena

– BR-365 Km 480, Patrocínio

– BR-251 Km 504, Francisco Sá

– BR 040 Km 467, Sete Lagoas

FONTE: O TEMPO

Facebook Comments