Prefeitura dá continuidade ao projeto de revitalização do Bonfim

Secretaria de Infraestrutura inicia construção de guarita e banheiros e reforça segurança

A construção de uma portaria para controle de acesso ao entorno da Capela de Nosso Senhor do Bonfim foi uma das prioridades elencadas pelo Governo de Itaúna em meio aos preparativos para a entrega da igrejinha reconstruída à comunidade. A administração garantiu o cumprimento do compromisso firmado entre o Município e o Ministério Público, e todas as providências, essenciais para a proteção do patrimônio estão sendo concretizadas. Há cerca de 15 dias, a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços iniciou a execução do projeto elaborado pela Regulação Urbana para reforço da segurança.

As obras contemplam a edificação de uma guarita, de 12 metros quadrados, com uma cancela, equipamentos que vão ampliar a fiscalização sobre o entorno da Capela. A recepção será composta também por uma copa e um banheiro. As intervenções não descaracterizam o conceito arquitetônico presente no Morro do Bonfim, uma vez que a construção está sendo executada abaixo do nível da igrejinha.

Além da obrigação legal, o Município assegurou melhorias na estrada para o Alto do Bonfim, com a implantação de rede drenagem pluvial e tratamento do acesso. Também foi feita a revitalização do entorno e seus elementos, por meio da limpeza, regularização dos pisos e arborização. A Prefeitura disponibilizou vigilantes para que o local esteja protegido 24 horas, com o propósito de evitar novos atos de vandalismo, como o que destruiu a Capela, um dos principais cartões-postais da cidade, há quase três anos. O horário de visitas, preestabelecido pela Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, responsável pela igrejinha, é das 08h às 18 horas.

Patrimônio reconstruído

A Capela do Bonfim, totalmente destruída pelas chamas em 16 de outubro de 2014, foi reconstruída numa parceria entre o Ministério Público, Associação Regional de Proteção Ambiental – Arpa, a Paróquia Nossa Senhora de Fátima e a Prefeitura de Itaúna, que destinou uma parte dos recursos previstos pelo ICMS Cultural, programa voltado à preservação da história das cidades. Solenidade em 26 de março de 2017 marcou a reabertura da igrejinha à comunidade.

A Capela de Nosso Senhor do Bonfim, de acordo com os registros históricos, foi edificada em 1853, pelo tenente José Ribeiro de Azambuja, conhecido e rico fazendeiro da época. Em arquitetura colonial do século XIX, é tombada como patrimônio histórico desde o ano de 2006, pelo decreto municipal nº 4.912.

 FONTE: PREFEITURA DE ITAÚNA
Facebook Comments