[EXCLUSIVO] Entrevista com o prefeito Neider Moreira

O Prefeito Neider Moreira recebeu a equipe da Rádio Clube em seu gabinete para uma entrevista exclusiva.
Neider comentou sobre os primeiros seis meses de governo, as dificuldades enfrentadas por ser um primeiro mandato, as melhorias conseguidas e o que há por vir em sua gestão.
O Prefeito não se esquivou das perguntas e fez questão de falar sobre todos os assuntos abordados.

Confira a entrevista completa!

 

Dificuldades no primeiro semestre de mandato:

“Na verdade nós encontramos a cidade muito desorganizada no ponto de vista de gestão, somando-se a isso o fato de termos encontrado um volume considerável de dívidas a serem pagas. Evidentemente, que a prioridade que demos nesse primeiro momento, foi a de buscar a reorganização da administração e fazer o pagamento das dívidas para poder recuperar a credibilidade da prefeitura no mercado, e isso nós conseguimos fazer nesse primeiro semestre.”

 

Situação Financeira:

“Nós temos hoje salários em dia, as vantagens individuais salariais em dia, temos as previdências quanto regime geral quanto Regimes de Previdência também em dia, e fornecedores também temos conseguido manter os compromisso com eles. Então podemos dizer que apesar de toda a crise que o Brasil vive, uma crise política que estimula uma crise econômica, podemos dizer que estamos com a casa em ordem, evidentemente até pela queda da arrecadação temos andado “no fio da navalha”, então temos que andar com a rédea muito firme, para que possamos manter esses compromissos em dia.”

 

Saúde:

Dr Ovídeo

“A Policlínica Doutor Ovídio está muito melhor do que tínhamos no início do mandato. Temos doze novas áreas com especialistas. É  evidente que a gente vive alguns problemas com algumas especialidades como a pediatria, porque o profissional pediatra hoje é difícil de ser encontrado no mercado para a cidade contratar os profissionais médicos que se tem formado poucos tem se dedicado a pediatria, então é um profissional raro para se contratar. Mas temos feito um esforço enorme para fazer essas posições. Nós tivemos uma perda no setor de pediatria porque alguns profissionais se aposentaram do serviço público, então isso atualmente que causa problemas.”

Plantão 24 horas:

“Tivemos um grande problema com o plantão 24 horas… o Ministério Público exigiu que as contratações públicas devam ser através de processo seletivo, e a  gente sabe que processo seletivo pode servir para algumas áreas, mas não especificamente para essa, porque muitas vezes aquela pessoa aprovada no processo seletivo não tem o traquejo, a experiência necessária para trabalhar num plantão de urgência e emergência. Então tivemos períodos com números de funcionários abaixo do que teríamos que ter em função desse processo de contratação, e ao mesmo tempo tivemos profissionais chegando para os exercícios de suas atividades ainda sem experiência necessária por força de uma determinação do Ministério Público, então evidentemente que isso causou transtorno nesse decorrer do primeiro semestre, que esperamos ser senados no decorrer do segundo semestre, já com a equipe completa, com os profissionais mais afeitos já para trabalhar num serviço de urgência emergência.”

SAAE

“No inicio do governo, no SAAE em especial, achamos uma situação catastrófica! O SAAE foi desmontado na última gestão.

Encontramos lá uma divida de 5 milhões de reais, então nós tivemos que priorizar o equilíbrio dessa saúde financeira do SAAE

Então o primeiro ano desse governo, está totalmente voltado para o equilíbrio dessa saúde financeira e ao mesmo tempo houve um desleixo muito grande da estação de tratamento de água, que não passou por manutenções preventivas ou corretivas, que deveriam ter sido realizadas ao longo dos anos.

Nós estamos investindo pesadamente na estação de tratamento de água, para automatizá-la inclusive. Fazer com que ela demonstre através de um  painel eletrônico qualquer problema que esteja ocorrendo, facilitando o serviço de manutenção e de correção. Então determinamos que isso fosse uma prioridade absoluta.

Ao mesmo tempo estamos dando uma atenção muito grande a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto), porque isso é um fator absolutamente diferencial para a cidade, até mesmo para atração de investimentos novos.

Já recebemos a autorização da Caixa Econômica Federal para a última reprogramação da obra, encontramos muitos erros de projetos na estação de tratamentos de esgoto onde tiveram que ser repensado, resolvido e reprogramado; e para isso, é necessário uma autorização da Caixa Econômica Federal, que é o agente financeiro do contrato com o Ministério das Cidades.

As obras devem ser retomadas na semana que vem pelo construtora Vale do Horto, e agora e uma retomada para ir até o final, ou seja, a expectativa que temos é de concluir a obra da ETE finalmente e entregá-la para o povo de Itaúna, no meio do ano de 2018.”

Taxa do Lixo

“A revisão da Taxa do Lixo, até em função de todas essas tempestades que tivemos que enfrentar na gestão do SAAE, ficou para esse segundo momento, e já foi determinada a direção geral do SAAE que esse trabalho seja feito. Entendo que um modo mais justo de se cobrar a Taxa do Lixo seria que ela fosse vinculada a utilização de águaEm raras situações teríamos uma não conformidade do consumo de água e geração do lixo, algumas situações específicas e principalmente industriais, isso vai ser analisado caso a caso. Mas esse um trabalho que demanda tempo porque é preciso fazer um levantamento do conjunto das residências… então a gente tinha prioridades absolutas para o primeiro momento, que estão sendo atacadas, e vamos fazer isso na medida em que conseguimos fazer esse levantamento como um todo para promovermos a revisão nessa questão da Taxa do Lixo.”

 

Cirurgias eletivas:

“Com a regionalização do SAMU, teremos investimentos adicionais na área de cirurgia eletivas que uma demanda grande reprimida que existe.”

Próximos passos para uma saúde melhor:

“Nós temos feito um esforço enorme pra fechar ralos que estejam consumindo recursos desnecessariamente e fazerem esses recursos chegarem ao cidadão, aquele que precisa diretamente do serviço de atendimento a saúde.”

Temos procurado fazer uma força tarefa muito grande na área de atenção básica para fazer com que os serviços de saúde da família funcione melhor, diminuindo a demanda do pronto socorro, então essa é uma determinação que temos, o setor de atenção básica pra que a gente possa otimizar o seu funcionamento diminuindo essa demanda do pronto socorro.

Implementamos também alguns serviços, como teste do olhinho das crianças, que não tínhamos, temos feito como rotina os padrões de vacinação alcançando as metas… nós tivemos por exemplo uma vacinação de 85% de uma população alvo na gripe, sendo que a média brasileira ficou muito abaixo disso, então tivemos um trabalho de formiguinha realizado pelos funcionários da prefeitura no sentido de fazer a busca ativa dessa população para ser vacinada. A importância dessas metas é continuarmos recebendo benefícios do Ministério da Saúde que são extremamente importantes para a atenção a saúde.

Junto com tudo isso, não descuidamos de outros setores, como por exemplo, a conclusão do credenciamento do Centro do Tratamento do Câncer. Estamos na reta final disso, a última vistoria que vai ser feita agora no mês de julho pela vigilância sanitária do governo do Estado, para acabarmos com toda a tramitação processual, e aí partimos para ação da publicação do credenciamento do serviço, para começar se Deus quiser, no segundo semestre os trabalhos com tratamento do câncer na cidade, que vai proporcionar muito mais conforto as pessoas que precisam desse tratamento.

Numa outra linha temos desenvolvido um trabalho com o Cismep no sentido de criar aqui em Itaúna uma base de atenção a saúde do Cismep, evitando que os pacientes se desloquem para Betim pra realizar exames e tratamento lá sejam tratados e façam os exames aqui em Itaúna. Estamos com o estagio avançado na negociação com o Cismep pra trazer esses exames aqui para Itaúna com muito mais conforto para os pacientes e ao mesmo tempo com menos custo para o poder publico municipal, que vai parar de arcar com o transporte dessas pessoas pra Betim e evitar que o paciente tenha que se deslocar de cidade.”

 

Alagamentos na cidade:

“Nós temos alguns problemas de drenagem pluvial muito sérios na cidade.

Estamos resolvendo o problema na Várzea da Olaria que é uma obra pedida pelos moradores pelo menos há uns 30 anos e está sendo realizada.

Temos outra situação muito complicada entre os bairros Morada Nova e o Santa Edwiges,  na Rua Ana de Faria Dornas. No ano de 2016, a prefeitura foi solicitada a fazer serviços nessa rua, em função de chuvas, 23 vezes, só no primeiro semestre desse ano, foram 8 chamados. Fizemos algumas bocas de lobo nas ruas e faremos uma orla maior agora, para possivelmente a partir de semana que vem resolvemos definitivamente a drenagem pluvial da Rua Ana Faria Dornas.

Na Avenida Jove Soares não é diferente disso. Lá nos tivemos uma ocupação ao longo do tempo. Uma abertura definitiva da Avenida Jove Soares, na administração do meu pai na década de 70, acelerou esse processo e evidentemente que a impermeabilização dos bairro adjacentes como Piedade, Cerqueira Lima, Belvedere e Alto Santo Antônio, todos vertendo para o canal do Córrego do Sumidouro que atravessa a Avenida Jove Soares. Então evidentemente que isso fez com que a velocidade da chegada da água aumentasse, e é um canal que não comporta hoje a quantidade de água drenada para aquela região. Posso citar um rua que tem um papel importantíssimo nesse alagamento, que é a Rua Gioconda Corradi.

Temos que fazer o tratamento dessa questão de uma maneira muito técnica, de forma a resolver o problema da chegada da água no canal, isso agravou mais ainda com a implantação do Boulevard Lago Sul. Nós já entramos em contato com os empreendedores para orientar que a parte mais alta do loteamento não vai poder ser asfaltada, o piso a ser colocado vai ser o piso inter travado, para poder facilitar a impermeabilização e que menos água chegue até o canal do sumidouro.

Mas isso não basta… teremos que retirar do canal uma quantidade de água considerável que chegue a ele e acho que aí temos uma possibilidade boa de intervenção interessante através da drenagem pluvial que chega pela Rua Gioconda Corradi.

Eu nomeei uma comissão que é presidida pelo secretário de Regulação Urbana, Paulo de Tarso Nogueira, e vai ter um membro da Câmara Municipal, que é importante o poder legislativo participar disso, com outros técnico de engenharia para achar uma solução mais viável para tratar da situação na Prainha. Um problema que vêm de décadas, e nós precisamos agora tratar de achar uma solução.”

 

Trânsito

“A municipalização de trânsito é extremamente importante para a cidade porque o município passa a ter a responsabilidade da gestão propriamente dita.

Isso possibilita que a gente faça umas intervenções importantes como, por exemplo, a volta do estacionamento rotativo.

Itaúna não pode ficar sem o estacionamento rotativo, sem a municipalização nós não tínhamos a previsão legal para poder fazer funcionar, com a municipalização passamos agora a ter esses instrumentos, e ele evidentemente será instalado.

No mesmo tempo, teremos uma junta administrativa de recursos de infração (JARI). Hoje, o cidadão que é multado em Itaúna ele não tem onde recorrer. Nós teremos essa possibilidade de dar ao cidadão a oportunidade de fazer o seu recurso e discutir administrativamente essa multa.

Passaremos a ter recursos novos entrando para os cofres do município, em especial para o setor do trânsito. As multas que são feitas no município deveriam ser 50% para o estado 50% para o município, mas desde 2002 o estado não repassa o valor de 50% pro município, então nós não estamos tendo nenhum ganho financeiro. Com a municipalização, 95% do valor das multas fica para o município, então a partir da assinatura do convênio com o DETRAN, que deve ocorrer nos próximos dias, a gente passa a ter um volume de recursos novos para serem investidos no trânsito, seja na educação, na sinalização. São recursos que o órgão municipal que vai gerir o transporte destina pra poder fazer uma operação tapa buraco, por exemplo.

Como vamos reimplantar o estacionamento rotativo, essa rotatividade de vagas vai facilitar o estacionamento no Centro da cidade e em lugares específicos, pelo fato de termos ruas estreitas no centro, precisaremos acabar com algumas vagas para facilitar a fluidez no trânsito. Então estamos esperando a reimplantação do rotativo para fazer essas mudanças que vão ajudar muito na mobilidade na cidade como um todo.

Um problema que nos temos que resolver é a questão da Av. Jove Soares, nós temos inúmeros retornos a esquerda que atrapalham o trânsito, precisaremos mexer nisso para tornar a Jove Soares um grande corredor de trânsito.

Outra coisa importante que teremos recursos para instalar são as placas de sinalização. Hoje a cidade praticamente não tem placas. Já estamos com 63 placas confeccionadas, placas grandes que vão ser colocadas em locais específicos e fundamentais para facilitar com que pessoas venham para a cidade e não conheçam bem, possam chegar nos locais onde pretendem ir de maneira mais fácil e dando mais fluidez. Uma pessoa que não sabe onde ela está indo vai fazer o trânsito ficar mais lento… para em uma pista dupla pra pedir informação, complica um pouco o trânsito não por culpa dela.”

 

Segurança Pública

 Guarda Municipal

“A guarda municipal depende da arrecadação. Eu tenho limite constitucional do que posso gastar no funcionalismo, percentual que não posso ultrapassar porque ultrapassando esse valor eu fico sujeito a não poder ter convênios, nem com o Estado nem com a União, então passo a não ter a possibilidade de fazer com que chegue ao município transferências voluntárias, recursos de Minas parlamentares e o convênio de fundos perdidos, então nos temos que ficar muito atentos a isso, então isso depende muito da arrecadação do município daqui pra frente.”

Criminalidade e Combate ao Crime

“Tivemos um primeiro momento no semestre bastante conturbado com um número de assassinatos, maiores do que do ano todo de 2016, em função de uma guerrilha de tráfico e facções que têm dado um trabalho enorme as forças de segurança pública.

Naturalmente, o Estado também atravessa um momento muito crítico em relação a arrecadação e isso faz com que Polícia Militar tenha um efetivo no município abaixo do que necessita. Precisamos do Estado e já fizemos os pedidos junto ao governo, mostrando a importância que isso seja reposto, mas o Estado, como sabemos, também tem atravessado momento bastante complicado no ponto de vista financeiro; então não temos uma perspectiva de curtíssimo prazo para melhoria substancial de um número de pessoas trabalhando na segurança pública do Estado, seja na Polícia Civil ou Polícia Militar.

O município tem que cumprir com seu papel, tem ajudado muito a Polícia Civil, Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros.

Temos convênios assinados com eles, estamos trabalhando na construção do novo prédio da delegacia para que sejam construídas nos moldes da delegacia regional, para que possa ser elevada a condição regional, trazendo novos serviços que hoje não temos em especial médico legista, perícia e a banca permanente do DETRAN com exames toda semana.”

 

 Educação

“A escola aberta é um projeto muito interessante. Permite ajudar as pessoas que muitas vezes estão precisando daquela capacitação para reordenar a sua vida, redirecionar a sua vida. Muitas vezes acaba facilitando também um convívio social das pessoas com a comunidade daquela região que ela é atendida, a gente tem percebido isso muito bem lá no CAIC. Facilitando o convívio, você faz também que a população tome conta do patrimônio público porque ela utiliza o patrimônio público, nós deixamos de ter roubos no CAIC depois da reimplantação da escola aberta, isso é sinal que a população compreende a natureza do programa e passa participar ativamente disso.

A escola tempo integral teve um grande problema no início do ano, porque a administração anterior não fez o cadastramento no Programa Mais Educação do Ministério e o município perdeu o recurso da escola integral para esse ano.

Fizemos um esforço enorme de fechar todas as torneiras que estavam abertas desnecessariamente e conseguimos não só manter o programa em atividade, como aumentamos em 15% o número de alunos na escola integral, isso é bom porque quanto mais horas de escola se dá para a criança, menor a possibilidade dela ter contato com algo nocivo

A ideia que temos é que a gente possa ir aumentando a cada ano proporcionalmente o número de alunos na escola aberta, dando essa oportunidade a eles de ficarem mais tempo na escola e ter menos tempo para se encontrarem com algo que não presta, que faz mal a sua saúde e até mesmo a sua vida.

Mais horas na escola, a criança vai estar mais preparada para o mercado de trabalho a frente. Então isso prepara cria perspectivas na criança para que ela tenha uma condição melhor do trabalho pra frente.”

 

Creches inacabadas:

“Eu encontrei três creches em andamento. Já concluímos a do bairro Itaunense e colocamos em funcionamento. As outras duas estamos retomando as obras porque tivemos que suspender o contrato com a empresa que vinha fazendo a obra por absoluta insuficiência no trabalho, incapacidade de tocar as obras, a empresa que foi contratada pela administração anterior e muito ruim. Então suspendemos estamos concluindo negociação com a nova empresa para assumir as obras da creche do Cidade Nova e do Santa Edwiges

Na obra do Santa Edwiges inclusive temos que fazer laudos através de engenheiro porque encontramos problemas estruturais da obra. Material de péssima qualidade que vinha sendo utilizado, então alguma coisa vai ter que ser removido e refeito. Nós vamos ter que entrar com ação de danos contra a empresa que vinha fazendo a obra, é a função que tenho como administrador público, mas o fato é que identificamos os problemas, tiramos a empresa da obra e estamos contratando uma nova empresa para poder seguir com essa questão. A expectativa nossa é que a gente consiga concluir a obra até pelo menos no meio do ano que vem já colocando também em funcionamento e dando essa tranquilidade conforto e segurança para as mães e pais irem trabalhar.”

 

Emprego

“O último mês que o cadastro do emprego e desemprego que o Ministério do Trabalho soltou os dados que foi o mês de maio, Itaúna teve só no mês de maio, uma geração positiva de 120 empregos.

Isso é muito significativo para o momento econômico que estamos vivendo, mostra que é possível a gente conseguir reorganizar apesar da crise política que estimula a crise econômica e a gente possa recolocar as coisas no lugar e fazer com que a economia entre finalmente nos trilhos.”

 

Falta de representatividade de Itaúna no âmbito estadual e federal

“Na verdade a cidade foi muito prejudicada em 2014 com uma candidatura absolutamente extemporânea do então vice prefeito que atrapalhou a reeleição do candidato da cidade. Isso ficou demonstrado nos anos seguintes com a falta de investimentos na cidade. O que estamos fazendo nesse momento, é aproveitando o conhecimento que criamos ao longo de 12 anos como deputado e reconstruindo pontes, abrindo as portas com o governo de estado. Isso é um papel fundamental que tem sido feito nesse primeiro semestre, reestruturando as relações dos municípios com os governos seja ele estadual e federal independente de quem  seja governador e de quem seja presidente da republica. A função do prefeito é uma relação inconstitucional com os governos, procurando defender os direitos do município e das pessoas que vivem aqui.

É evidente que o fato da cidade ter ficado sem um deputado nesse período fez mal ao município e a gente tem procurado reparar isso, procurando usar esse conhecimento que temos dentro do meio político.

Fui recentemente empossado como coordenador da região centro oeste na frente mineira de prefeitos, que é uma associação que reúne a cidades acima de 35.000 mil habitantes. Coordeno todo o funcionamento as ações da frente mineira de prefeitos na região centro oeste do estado. Estivemos em São Paulo há duas semana atrás recebendo o prêmio de urbanismo, que foi procedido pela revista Exame, que está nas bancas essa semana, com o ranking das cidades. No Connected Smart Cities, Itaúna foi premiada no quesito urbanismo, a posição dela ainda vai ficar mais avantajada nesse setor quando conseguimos concluir, a gente espera que seja no meio do ano que vem, a Estação de Tratamento de Esgoto e colocar ela em funcionamento, fazendo com que o rio fique despoluído, isso é um situação genial que Itaúna passara a ter, inclusive para a atração de novos investimentos.”

 

Distrito Industrial

“Estamos em negociação com a CODEMIG. Ela irá nos conceder mais 100 mil metros para fazer a administração do terreno. Estamos em contato com o BDMG, com instituto de desenvolvimento integrado, estamos aí com 4 novas possibilidades de investimentos na cidade que vão nos dar a oportunidade de geração de cerca de 300 novos empregos diretos com empresas de médio porte, então temos feitos esse trabalho. Lá na região, específica do Distrito, vamos com a ideia de fazer uma permuta com o dono de um terreno lateral para alargarmos o acesso do distrito, ao mesmo tempo em que estivermos fazendo a obra de duplicação da ponte. Os projetos já estão concluídos, os recursos estão assegurados. É uma obra de aproximadamente 700 mil reais a duplicação da ponte, mas que é absolutamente necessária.

É até ridículo levar um empresário ao Distrito Industrial e ele se deparar com aquela ponte de uma só faixa, em que determinadas situações o empresário que está levando uma máquina pra lá não consegue passar pela ponte. Nós trabalhamos o primeiro semestre para achar uma solução para aquele acesso, e felizmente, com o projeto pronto, conseguimos assegurar esse recursos que deverão vir do governo do estado para fazermos essa obra.

As pessoas que receberam terrenos de administração anterior pra investimentos industriais ou investimentos produtivos, nós estamos recebendo todos eles aqui, inclusive fizemos uma reunião na semana passada com conjunto de empresários com essa vontade de fazer alguns investimentos, em especial, os da quadra dez do lado centro industrial, mostrando a eles que temos uma oportunidade muito boa de fazermos uma grande parceria, que é um jogo de ganha ganha… ganha município, ganham empresários, ganha o cidadão que passa contar com mais ofertas de emprego e ganham empreendimentos que já estão em Itaúna e querem expandir seus negócios.

Temos nos preocupado muito com essa questão também, não só na atração de novos investimentos na cidade, mas também a expansão dos investimentos que já existem aqui dentro. Ativamos a secretaria de desenvolvimento econômico,  temos uma pessoa especifica hoje para tratar esses assuntos, e que está em contato direto com os órgão do governo do estado, na prospecção de novos investimentos aqui dentro da cidade.”

 

Relação com a Câmara Municipal

“Eu venho do legislativo com mandato de vereador, depois três mandatos de deputado… Essa relação deve ser sempre uma relação muito aberta, muito transparente e aqui gente tem procurado fazer isso de uma maneira muito tranquila e por isso adotamos uma sistemática e fazemos uma reunião semanal com vereadores da base, até porque é preciso que eles saibam as ações administrativas que estão acontecendo e que estão por acontecer, para que os projetos de leis, quando chegarem a plenário da casa, eles sejam conhecidos pelo conjunto dos vereadores.

Nós temos lá duas, três peças que insistem em fazer uma oposição radical sem motivos, sem motivação, simplesmente por participarem de outro grupo político derrotado na eleição do ano passado.

Principalmente por isso e por não aceitarem que a gente faça mudanças estruturais administrativas, que eram extremamente importantes serem feitas e criam a resistência em relação as mudanças do pensamento administrativo.

Mas isso não interfere no nosso dia a dia, temos aqueles vereadores onde temos uma relação extremamente saudável, e que entendem que a temos que pensar em última instância em conjunto da sociedade, conjunto das pessoas. Eu não fui eleito pra governar só pra aquelas pessoas que votaram em mim, mas para governar para o conjunto das pessoas, para buscar melhorias para o conjunto das pessoas, então temos tido essa preocupação de ter uma relação bastante saudável com a Câmara no sentido de construirmos de maneira coletiva a administração. Fazermos as coisas andar, com o apoio de todos, com o sentido de uma meta que seja comum, seja interesse comum das pessoas.

Isso que estamos procurando fazer, até pelo fato de ter vindo do legislativo, evidentemente que sei a importância de termos esse diálogo franco, transparente e saudável com a Câmara, isso que continuaremos a fazer daqui pra frente.”

 

Coleta de lixo

“A coleta de lixo precisa ser modernizada, temos hoje uma frota de coleta de lixo extremamente ultrapassada com as caçambas furadas, vazando chorume nas ruas… temos que modernizar a forma de fazer. Eu acho que o município nesse sentido ele tem que ser o agente que normatiza e fiscaliza, mas não necessariamente ele precisa executar. Pode contratar quem execute, fiscalizar essa pessoa que execute com normas. Acho que funciona melhor.”

 

Iluminação pública

“A iluminação pública da cidade hoje é uma iluminação pública pobre, nos últimos anos foram pequenas modernizações na iluminação pública.

No mês de julho começaremos a ter obras importantes no setor de iluminação, com a modernização no sistema que vai culminar no segundo momento com a uma parceria pública privada no município, para modernizar por completo a iluminação pública do município e ao mesmo tempo instalar no escopo a parceria pública privada e também o vídeo monitoramento, que vai ajudar muito no trânsito na gerência de trânsito e na área de segurança pública.”

 

Tecnologias

“Já vamos colocar em funcionamento as premissas básicas para o funcionamento da tecnologia 5G aqui. É extremamente importante.

Até abril do ano que vem, teremos instalação de WIFI em todos os ônibus coletivos da cidade, teremos até o final do ano que vem a instalação nos pontos dos coletivos postes indicativos mostrando minutos que falta para o ônibus chegar, e estamos numa negociação muito avançada com a concessionária no sentido de trazer uma grande novidade para a cidade, talvez já a partir desse semestre, mais tardar início do ano que vem, que é o lançamento da meia passagem estudantil, que vai fazer uma revolução bastante acentuada no transporte coletivo da cidade, para dar a oportunidade ao estudante de pagar a meia passagem para os dias letivos e poder fazer seu acesso a escola com mais facilidade conforto e ao mesmo tempo dar mais segurança a esses alunos que saem de casa para ir para a escola, então é nesse sentido que estamos trabalhando.”

 

Participação Popular

“As pessoas preferem ficar em frente a televisão assistindo uma novela, que é uma peça de ficção, do que ir ao uma reunião de um conselho, como conselho de saúde, conselho de assistência social, para definir estratégias e políticas públicas que podem interferir diretamente na vida dela. Deixa isso nas mãos de outras pessoas ao invés de participar diretamente.

É importante que a população passe a participar mais disso, passe a frequentar mais disso, evidentemente que isso não depende do prefeito propriamente dito, mas depende mais da vontade das pessoas. Nós podemos interferir nessa vontade que é achar uma forma mais comunicativa de levar essa informação e motivar essas pessoas, então nós queremos a partir de agora interagir mais com o cidadão através de vídeos nas redes sociais, seja para convidar, seja para informar. O brasileiro, de certa forma, é um pouco preguiçoso para ler, então queremos interagir mais através de vídeos, conversando com as pessoas, informando e até convidando a participarem mais ativamente.”

 

Mensagem Final

“Eu espero sinceramente que essa crise política que se abateu pelo país, que ela seja resolvida rapidamente. Acho que isso vai interferir muito no futuro do país no curto e médio prazo. Então é preciso que a gente acabe com essa crise política, para que a gente possa ter novamente uma agenda positiva que a economia volte andar, que a cidade volte a gerar emprego e que a gente tenha a possibilidade, de com a melhoria do cenário, tenha condições de implantar uns projetos que são ousados mas que são necessários.

A administração pública municipal está se modernizando, isso eu não tenho a menor dúvida, nesses seis meses de administração modernizamos demais a máquina pública, como por exemplo na área de tecnologia de informação aqui dentro, fazendo as secretarias conversarem entre si. Estamos em uma grande revolução tecnológica aqui dentro e acredito que estará mais completa no final do ano, não é uma coisa que acontece de um dia para o outro, até porque o poder público depende de leis e licitações, então isso demora, tem prazo para serem cumpridos, então existe um tempo de maturação dos projetos, mas eu tenho certeza que a modernização que estamos fazendo da gestão ela já mostra resultados práticos.

A Assembleia Legislativa faz pesquisas de acompanhamento e os dados de Itaúna que recebemos nesses últimos dias mostram que temos uma aprovação muito alta da população, que a administração é vista pela população como uma administração que está fazendo realmente mudanças estruturais importantes, então acho que se tivermos a continuidade desse trabalho técnico dentro da administração, juntamente com a articulação política que a gente vem fazendo com o governo de Estado, governo Federal e com a própria Câmara Municipal e tivermos um cenário positivo do ponto de vista econômico, tenho certeza que ao final do mandato teremos passado por uma grande reestruturação da cidade, nos mais variados setores, nos mais variados aspectos e a gente vai poder dizer que temos uma cidade mais moderna e mais adequada para os padrões do mundo que vivemos hoje”

 

Facebook Comments