Preocupada com as pessoas em situação de rua, Prefeitura e Secretaria de Assistência Social promove Fórum para debater o assunto

Além de Palestras, o Fórum pretende ouvir e debater o assunto com a sociedade civil e organizada.

Conversamos com o secretário de assistência social, Dr Élvio Marques para saber mais sobre o evento.

Dr Élvio destacou em sua entrevista que desde Janeiro o assunto das pessoas em situação de rua é pauta preocupante do prefeito Neider e dele como secretário de Assistência Social.

Um levantamento feito entre fevereiro e março catalogou cerca de 45 pessoas em situação de rua em Itaúna e a assistência social já prepara um novo relatório com os dados atualizados de abril até junho.

A pesquisa mostrou que a maioria das pessoas em situação de rua em Itaúna são de outras cidades e isso faz com que os números sejam sempre variáveis. Na prévia da nova pesquisa, o secretário revela que de 45, a quantidade de moradores de rua deve cair para 30 devido a essa constante migração. Os dados completos serão divulgados e avaliados durante o Fórum Sobre Pessoas em Situação de Rua que será realizado dia 5 de julho no Colégio Santana a partir de 19h com o Palestrante Gustavo Henrique Duarte Silva.

O Fórum tem entrada franca e o secretário afirma que além do prazer em receber a população, será um importante meio de contato para ouvir as falas, sugestões, críticas e depoimentos da sociedade para que a assistência social consiga cada vez mais, cuidar melhor das pessoas e da cidade.

Além da população em geral, a “sociedade organizada” terá uma maior atenção no Fórum devido à importância da atividade da Polícia Militar, Polícia Civil, Líderes Comunitários, Igrejas (Católica, Protestantes e Grupos Espíritas) junto ao assunto.

Evento: 1º Fórum Sobre Pessoas em Situação de Rua de Itaúna
Data: 05/07/2017
Horário: 19h
Local: Colégio Santana
Informações: (37)3242-7192

A secretaria de assistência social diariamente recebe, acolhe e orienta pessoas em situação de rua dando apoio com passagens de ônibus para que retornem para suas cidades e encaminhando para comunidades terapêuticas e abrigos de Itaúna.

Dr Élvio conta que especialmente a população de Itaúna, é uma população que é muito “humana e cristã” e culturalmente ajuda muito as pessoas mas essa ajuda acaba alimentando o problema na cidade.

Além da Assistência Social, Itaúna conta atualmente com 5 comunidades terapêuticas, Centro de Moradores da Paróquia de Sant’ana, Albergue Bezerra de Menezes, comunidades como a Magnificat, Creva, Força e Luz e São Vicente de Paula que além dos serviços comuns, possui o “Serviço do Migrante” que com a ajuda do Governo de Minas, oferece passagens para Pará de Minas, BH, Divinópolis e Itatiaiuçu, nossa vizinha que também possui mais três comunidades terapêuticas a disposição das pessoas em situação de rua.

Facebook Comments