Ações intersetoriais marcam reativação do Conselho Municipal sobre Álcool e Drogas em Itaúna

Governo e sociedade debatem alternativas para trabalho de conscientização e ampliação dos serviços de acolhimento na rede pública municipal

Fortalecimento da rede

O secretário de Saúde, Fernando Meira de Faria, ressaltou a necessidade do trabalho em conjunto, entre o Comad e o Governo, para a formulação das políticas públicas e, consequentemente, o fortalecimento da rede de assistência oferecida pelo Município. O gestor lembrou que a reativação e recomposição do órgão ampliará o diálogo entre os representantes de todos os segmentos. “Vamos trabalhar juntos, Prefeitura, lideranças políticas, comunitárias e religiosas, entidades de classe, enfim, com o comprometimento de toda a sociedade conseguiremos mudar o cenário atual”, comentou. Fernando Meira citou ainda o trabalho feito pela Secretaria Municipal de Saúde, com a oferta de serviços especializados, como no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas – CAPS AD. “Estamos preparados para receber e acolher as pessoas que precisam de ajuda, contamos com equipamentos para garantir esse suporte e profissionais capacitados. E, com o Comad em funcionamento, temos a certeza de que conseguiremos melhorar a cada dia”, afirmou.

Para a secretária de Educação e Cultura, as parcerias e a troca de ideias são fundamentais. “Ensinar os conteúdos é preciso, mas temos que pensar também em toda a formação humanística e nos preocupamos com isso. As crianças e adolescentes necessitam de conscientização, portanto, vamos trabalhar para isso”, disse. O secretário de Governo, Heli Maia, foi o portador de uma boa nova: a proposta apresentada pelo prefeito Neider Moreira, para a criação de uma coordenadoria que vai integrar todo o trabalho.

“A intenção é criar uma espécie de órgão de apoio para discussão e concretização das ações. Dessa forma teremos mais condições para alcançar os bons resultados almejados”, anunciou. À frente da Assistência Social, Élvio Marques também destacou a união de esforços entre a administração e a sociedade civil organizada para que sejam obtidos avanços em relação às abordagens, conscientização da população e acolhimento aos que precisam de algum tipo de ajuda. O presidente da Comunidade Magnificat, Onildo de Faria Gonçalves, demonstrou otimismo com a retomada do Comad. “Sabemos das dificuldades, mas temos exemplo de cidades vizinhas, como Pará de Minas e Divinópolis, que confirmam o quanto é importante trabalharmos em conjunto porque tem muita gente precisando de ajuda. E a reativação do Comad é uma vitória”, comemorou.

Novo Comad

A Lei Complementar n.º 120/2017, sancionada pelo prefeito Neider Moreira, alterou a composição e a nomenclatura do Comad, que passa a se chamar Conselho Municipal sobre Álcool e Drogas. A mudança na redação da matéria promoveu modificaçõesindispensáveis ao pleno funcionamento do órgão, que é o responsável por formular, conjuntamente com o Poder Público, a Política Municipal Sobre Drogas.

A partir de agora, na visão de especialistas, o Município criou as condições necessárias para a atuação efetiva do Comad. Entre janeiro e dezembro de 2016, apesar das reuniões periódicas, o órgão não possuía legitimidade para apresentar propostas, já que oconselho gestor não estava constituído nos moldes da lei. “Em resumo, não havia disponibilidade de algumas entidades para participar das reuniões. Com a lei, novas instituições, representantes da sociedade civil e do governo, irão compor esse conselho. Agora, respeitando a realidade do Município, a atual formação abarca os atores diretos da rede de atenção e enfrentamento”, explica a assistente social, Flávia Fonseca, presidente do Comad.

Dentre as ações do Conselho estão a redação do Programa Municipal sobre Álcool e Drogas – Promad, a gestão do Fundo Municipal sobre Álcool e Drogas – Fumad, além da orientação e fiscalização das entidades que atendem aos usuários. A indicação dos novos membros e a posse estão previstas para o mês de julho.

FONTE: PREFEITURA DE ITAÚNA

Facebook Comments