Aposentado mineiro baleado em protesto contra Temer sai da UTI

Carlos Cirilo segue internado no Hospital de Base em Brasília. Ele levou um tiro nos rosto durante confronto entre manifestantes e policiais no dia 24 de maio.

O Servidor aposentado de Minas Gerais, Carlos Geovani Cirilo, de 61 anos, baleado no rosto durante um protesto contra o presidente Michel Temer (PMDB) em Brasília, saiu da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Base na capital federal.

De acordo com o boletim médico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, ele respira sem ajuda de aparelhos, está acordado e na enfermaria do hospital.

“Agora é conseguir transferi-lo para Belo Horizonte”, disse Vander Lúcio Martins, filho de Carlos.

O aposentado foi a Brasília no dia 24 de maio na caravana da União Geral dos Trabalhadores de Minas Gerais (UGT-MG) que saiu de Belo Horizonte. De acordo com a Associação Sindical dos Trabalhadores de Minas Gerais (Asthemg), ele chegou até a Esplanada dos Ministérios com outros servidores, mas não retornou ao ônibus no fim do protesto.

Cirilo foi baleado no rosto durante o confronto entre policiais e manifestantes. Ele chegou a ser entendido por paramédicos e levado para o Hospital de Base de Brasília onde segue internado.

Carlos Giovani Cirilo é servidor aposentado de Minas Gerais. (Foto: Carlos Augusto/Arquivo pessoal)

FONTE: G1

Facebook Comments